Papo de Pais

A festa de 1 ano !

O bebê nasce você fica encantada e muito cansada … os três primeiros meses costumam ser difíceis. Você amamenta, coloca para arrotar, troca fralda e já ta na hora de iniciar todo o processo de novo. Com 4 meses muitas mamães voltam ou se preparam para a volta ao trabalho, escolha de creche …

De repente , você lembra faltam meses para festa de 1 ano do seu bebê. Você começa a pensar se vai ser um bolinho, um festão, uma festa caseira, ecológica, no play, casa de festas … Quantos convidados ? Será que vale a pena ? Meu bebê vai curtir a festinha ?

Os palpiteiros de plantão vão aparecer para confundir ainda mais a cabeça da mamãe. Mas a chata é você portanto a decisão de como, quando e onde vai ser a festa é sua . Oba !!!!

Eu optei por festão e sim minha bebê curtiu muuuiiitoooooo . Adorou a festinha dela !!

Pense em como é a personalidade do seu bebê se ele está acostumado com crianças , pessoas e como está a saúde financeira da família. Não tem porque fazer festa se você tem certeza que seu bebê não vai curtir ou ainda se nesse momento você não tá com grana pra isso.

O importante na verdade é comemorar !!! Para ajudar seguem varias fotos pra servir de inspiração !!

1c9b6e0cd64db3f5c321ef91fb0bc285

1e062a7593bb919be84b35eb91fcb637

download (2)

download (3)

download

Festa-Unicórnio

Agora é só escolher seu tema preferido e colocar em pratica o plano da festa do baby !!!

 

Você viu ?

Amy Beth Cavaretta,  é o nome da mulher que teve um parto natural perfeito sem nenhuma intervenção . Segundo Amy a  primeira filha tinha nascido muito rápido. Então, era previsível que a segunda  fosse ainda mais rápida.

E foi exatamente o que aconteceu. O bebê nasceu na porta do hospital !!

Quando chegou ao  hospital de Boca Raton, na Florida (Estados Unidos), Amy Beth avisou que o bebê estava nascendo. O marido foi buscar uma cadeira de rodas e… a criança nasceu!

 A fotógrafa Emily Robinson, amiga e contratada pela família para registrar o nascimento de Sienna, publicou as fotos no seu blog e você pode ver tudinho aqui .

Ela disse que a mãe estava muito calma e tranquila apesar de toda a situação. ”Ele foi o mais rápido, o mais incrível nascimento que eu já tive o prazer de documentar”, afirmou a fotógrafa ao “Daily Mail”.

 

 Chegando no hospital !

 Vai nascer !!!

 Nasceu !!

 

Lindinha curtindo o papai e a mamãe !!

Tabela Chinesa

Quer saber qual será o sexo do seu bebê ?? Consulte a tabela chinesa que prediz o sexo do bebê de acordo com a idade lunar da mãe.
É assim :

Basta SOMAR 1 ao valor de sua idade atual que você chegará no valor da sua idade lunar. Quem é dos meses de janeiro e fevereiro a idade lunar é exatamente igual a sua idade verdadeira.
Depois de calcular a sua idade lunar, é só consultar a tabela abaixo e verificar o sexo do seu bebê, cruzando os dados de idade lunar com o mês da concepção do bebê (mês que você engravidou).
Fácil né ?? Devo lembrar que isso é apenas uma brincadeira , comigo deu certo mas não é um método completamente seguro.

tabela_chinesa_sexo_bebe (1)

Ah ! Depois conta pra gente se deu certo …

A transição do berço para cama

Aqui em casa foi assim, bebê no moisés ao lado da minha cama até os quatro meses, ( não deixava o bebê na cama de jeito nenhum, tinha muito medo de dormir e rolar por cima dela). Aos cinco meses tentei colocar no quartinho, mas o pai não deixou (tinha medo de não ouvir ela chorar, sufocamentos…) eu respeitei e colocamos um berço desmontável ao lado da nossa cama , ela dormiu ali até uns 12 meses . Nessa fase, fiz a transição da bebê para uma mini cama no quartinho dela. Foi bem fácil , fui brincando com ela , mostrei a cama nova, disse que estaria pertinho dela , e coloquei uma bonequinha molinha pra dormir com ela. Assim, como no berço eu não coloquei inicialmente cobertor , mobiles, bonecos, travesseiros … digo inicialmente porque conforme ela foi crescendo adotou uma bonequinha para dormir, pediu travesseiro e como ela já está maior eu deixei. Em relação aos cobertores nunca coloquei e ela não sente falta. Em relação a cama compartilhada, confesso que praticamente todos os dias recebo uma visitinha matutina , ás vezes essa visita acontece na madruga mesmo … uma menininha fofa carregando uma bonequinha na mão e pedindo ” Mamá, mamãe ” Own !! Que fofa !! Não dá pra resistir ! Fica mal acostumado não , gente !! Mas, eu entendo a posição de alguns pais que não deixam os filhos dormir com eles, cada um tem seu estilo de vida, educa de uma maneira e eu não estou aqui para julgar ninguém, tenho certeza que cada um faz o que acha melhor para sua família.

Para quem coloca as crianças na cama seguem algumas dicas de segurança :
-Dê preferência a uma cama grande e um colchão firme (não use colchão d´água ou sofá),  se preferir pode fazer o quarto compartilhado – berço acoplado, colchão ao chão, Moisés,  etc.
-A ordem deve ser: bebê, mamãe e papai. O bebê deve dormir ao lado da mãe e nunca  entre os pais. Por causa do aumento da vigilância materna.
-Nunca coloque a criança para dormir sozinha em uma cama de adulto. Ela pode cair e se  machucar, sempre tem que ter supervisão. No entanto, evite usar travesseiros fofos e  almofadas, pois há risco de sufocamento.
-Se tiver cabelo comprido, prenda para trás.
-Não durma com roupas que tenham cordões e retire qualquer acessório ou joia.
-Não use perfumes, cremes com cheiro forte que podem irritar o bebê.
-Por higiene e segurança, não permita animais de estimação no quarto.
-Jamais compartilhe a cama com seu bebê sob a influência de drogas, álcool, medicação  para resfriado e alergia que não necessitam de receita médica para a compra ou se estiver  extremamente privado do seu sono.

-E por último, lembre-se que para um bebê de até 3 meses o melhor lugar para dormir é  em um bercinho ou moisés ao lado da cama dos pais. Facilita a amamentação, se o bebê  precisar você poderá atender rápido já que está ali ao lado e você não corre o risco de  dormir com um bebê tão novinho , ainda tão indefeso…

A escolha da creche

Se existe uma coisa difícil de fazer é isso . Escolher o lugar onde seu bebê tão pequeno e indefeso passará no minimo quatro horas por dia, cinco dias da semana . A gente pensa em tudo de ruim que pode acontecer ao nosso pequeno bebezinho ali dentro. Eu pensava no que passaria na cabeça dela … Afinal, eu acharia um horror um monte de gente que não me conhece me pegando, apertando, abrindo minha calça e passando a mão no meu bumbum pra limpar… rsrsrsrsrs Mas , eles não !! Nossos babies adoram a creche/escola … eles amam as tias que brincam com eles, apertam suas bochechas e limpam seus cocos !!!

A minha filha muitas vezes faz uma cara de tédio horrorosa quando percebe que está na hora de ir pra casa e vejo muitas crianças com a mesma carinha lá na creche que ela estuda. Isso é bom sinal ! Se a criança não tem ansiedade de ir pra casa significa que está se sentindo acolhida , bem tratada .

Eu percorri inúmeras creches e escolinhas perto e longe da minha casa para me decidir. Minha bebê só entrou na creche com 1 ano , antes disso eu cuidava dela sozinha, fiquei com muita pena de deixa-la pequenininha na creche por um simples motivo, bebês que ainda não andam firme quase sempre ficam restritos a um espaço minimo e em muitas creches não pegam sol diretamente e sim da varanda , solário ou como eles queiram chamar … eu achei que ela ficaria irritada de permanecer em um lugar fechado o dia todo.

Sei que muitas vezes não temos escolha , provavelmente meu segundo baby vai ter que entrar na creche com meses … escolhas que temos de fazer na vida .

Ao procurar uma creche pergunte , pergunte, pergunte e pergunte sobre tudo,sobre todos, preste atenção nas reações as perguntas.

O melhor a fazer independente de recomendações , preço, localização é você mesma visitar as creches, analisar os espaços , as pessoas que trabalham lá , ir em horários diferentes , perguntar sobre a proposta pedagógica … Acreditem eu fui a praticamente todas da região onde moro . Demorei muito pra escolher … As vezes a gente se empolga com a indicação de uma amiga, chega na creche e se decepciona porque o que agrada a uma mãe pode não agradar a outra. É uma escolha muito pessoal , a melhor maneira é fazermos sozinhas . Claro que ter uma indicação é bom, mas isso não é tudo.

Uma boa tática também é fazer uma lista coma três que você mais gostou e levar o pai , a avó, alguém da sua confiança pra te ajudar a escolher entre essas três .
Preste atenção nos métodos pedagógicos, são vários e a as vezes você pode gostar da estrutura da creche e não concordar com o método deles. (vou fazer um post só sobre métodos pedagógicos depois )
Olhe em volta, veja como as professoras e funcionários lidam com as crianças que já estudam lá .
Pergunte sobre o cardápio , se eles estão abertos a fazerem modificações caso necessário, peça para ver um dos cardápios da escola , se for possível converse com a nutricionista
Vá na creche em horários diferentes,em horários específicos( tipo a hora do almoço,lanche), não se acanhe … É normal visitar a mesma creche várias vezes !!
Se você tiver que marcar hora para visitar a creche ou tem que ficar esperando muito tempo pra eles avisarem que tem visita , não é bom sinal… O que eles tem para esconder ?
Verifique a higiene da creche, os brinquedos parecem limpos? O banheiro onde seu bebê vai tomar banho é limpo, não tem mofo, lodo… ?? Onde estão penduradas as toalhas molhadas das crianças? Quem esteriliza as mamadeiras e como é feito isso ?
Peça para ver a cozinha, os armários onde estocam alimentos.
Verifique a segurança, portões nas escadas , redes de segurança nas janelas, protetores de porta, tomadas, bloqueio ao vaso sanitário …
PARA TUDO (eu fui em uma creche que tinha um balde aparando a água do ar condicionado , o balde estava cheio de água e ficava no patio que os bebes brincavam . Absurdo!!!)

Preste atenção se as professoras e berçaristas brincam com as crianças … (as vezes a gente se empolga e não percebe que naquele lugar tão lindo os bebês estão olhando para parede ou tv sozinhos )
Existem vários espaços diferentes para cada atividade realizada na creche ? Existe uma boa programação de atividades para as crianças ?
Pergunte quantas auxiliares ficam com a professora em sala de aula .
Verifique se a creche tem alvará de funcionamento, CNPJ e inscrição na secretaria de educação.
Verifique se a creche é associada a alguma instituição da classe tipo ASBREI ou SINEP
Repare se os funcionários, donos da creche estão abertos a sugestões, reclamações, se respondem com gentileza a todas as suas perguntas. (você vai ter que resolver problemas diariamente com eles )
Tenha certeza de a adaptação do bebê é feita com calma e que não vai traumatizar seu filho. As pessoas devem respeitar esse momento especial e difícil pra a mãe e o bebê.
Enfim, temos que procurar muito e colocar o bebê na que você sentir mais confiança … e depois quando seu filho já estiver na creche/escolinha temos que continuar atentos as reações da criança. Nenhuma creche no mundo vai ser perfeita então depois de matriculado pode acontecer que você ainda tenha que ir lá pra conversar e ajustar ‘os ponteiros ‘ dessa relação.

Por que ? Porque criança morde, empurra, se machuca … você pode não concordar com todo o cardápio elaborado pela creche. E isso tudo só vai ser discutido depois que os problemas aparecerem e vão acontecer em qualquer creche .Faz parte !

Não se esqueça também que seu filho com certeza voltará da creche super agarrado com você , isso é saudade !! Fofos!! Portanto ,tente reservar um tempinho só para o bebê quando esse reencontro diário acontecer . Amor infinito e verdadeiro só a família pode dar !!

Boa sorte e boa escolha a todas !!

Síndrome do bebê sacudido

Você alguma vez já brincou de jogar seu bebê para o alto ? Eu confesso que já fiz e também já vi muitas pessoas fazendo. Você joga o bebê ele dá muitas gargalhadas …

untitled

ISSO É MUITO PERIGOSO !!!!

Eu não fazia ideia de como expus meu bebê a um risco desnecessário , brinquei várias vezes com ela assim sem saber que poderia mata-la … até um dia fazer isso perto da minha mãe e do pediatra e ambos me alertarem para o risco .

Apesar da Síndrome do bebê sacudido acontecer geralmente por maus tratos , quando o cuidador do bebê por falta de paciência o sacode com muita violência , também pode ocorrer em uma brincadeira com um impulso maior .

O princípio básico é NUNCA SACUDA O BEBÊ !!!!

O que é ? O que causa a Síndrome ??

Conceito médico : Síndrome do Bebê Sacudido é o termo que descreve uma série de sinais e sintomas que ocorrem em conseqüência da sacudida manual vigorosa do bebê, sustentando-o por suas extremidades ou pelos ombros, o que causa forças de aceleração do cérebro dentro do crânio, com consequentes lesões. O grau de dano cerebral depende da quantidade, duração do sacudir e das forças que resultarem em impacto na cabeça.

Traduzindo : A Síndrome acontece quando você, a babá, o pai … sacodem o bebê brincando ou pra ele parar de chorar , nesse momento as sacudidas podem causar sérias lesões no cérebro do bebê e a extensões dos danos vai depender do quanto e com quanta força o bebê foi sacudido.

Ainda não entendeu ?

A cabeça do bebê é grande e pesada em proporção ao resto do corpo. Entre o cérebro e crânio existe um espaço livre destinado ao crescimento e desenvolvimento, os músculos do pescoço do bebê ainda não estão desenvolvidos. Quando se sacode um bebê ou uma criança pequena (abaixo dos 3 anos de idade), o cérebro ricocheteia contra o crânio, provocando contusão, inchaço, pressão e sangramento (hemorragia intracerebral). Isso pode resultar em dano cerebral grave e permanente, ou mesmo em morte.

bebe2

Que tipos de lesões causa ?

-cegueira ou lesões oftalmológicas
-atraso no desenvolvimento
-convulsões
-lesões da coluna vertebral
-lesões cerebrais
-morte

PRINCIPALMENTE SE ESTA CRIANÇA TIVER MENOS DE 3 ANOS !!!

Primeiros sinais e sintomas :

-Irritabilidade;
-Letargia;
-Tremores;
-Vômitos.
-Podem evoluir para :
-Convulsões;
-Coma;
-Estupor (estado de espírito em que a consciência do indivíduo fica consideravelmente diminuída);
-Morte.

ATENÇÃO !!

Crianças diagnosticadas com esses sintomas devem receber assistência médica imediata, pois estes traumas com frequência causam hemorragia e lesão cerebral, ainda que não haja sinais externos de abuso como:

-Queimaduras;
-Hematomas;
-Escoriações;
-Fraturas de crânio;
-Fraturas múltiplas.

Fatores de risco:

-estresse
-alcoolismo
-drogas
-pais com baixa idade
-crianças debilitadas ou portadoras de deficiência
-De maneira geral o choro costuma ser o fator que desencadeia a ocorrência da Síndrome do Bebê Sacudido.

“ Um bebê chora em média de duas a três horas por dia, e 20 a 30% das crianças excedem substancialmente este tempo. Crianças choram freqüentemente em uma base aparentemente irracional, e podem não responder à tentativa inicial de um pai para os confortar. Chorar fica particularmente problemático entre a sexta semana de nascimento ao quarto mês de vida, o que coincide com a incidência maior da Síndrome do Bebê Sacudido.”

Pais e outros provedores de cuidado precisam saber que permitir a um bebe chorar é certo, desde que todas as sua necessidades tenham sido satisfeitas.

Quem está mais propenso a sacudir um bebê ?

-o pai biológico é o agressor mais comum;
-os namorados das mães estão em segundo lugar;
-babás em um terceiro plano;
-depois as mães e os padrastos.
-Por isso são muito importantes as orientações prestadas aos cuidadores (pais, babás, tios, avós, etc.) quanto aos riscos de se sacudir uma criança.

Segue um vídeo da campanha americana de conscientização sobre o tema :

 http://www.youtube.com/watch?v=JChI6ISp-gY

Alerta !! Quando carregar seu bebê no baby bag ou sling evite correr. Apesar de raro pode ocorrer a lesão nesses casos.

Até o próximo post !

 

Cama compartihada , pode ?

O seu bebê tem menos de 1 mês de vida, quando chega aquela visita e diz toda cheia de boa intenção: “ Tira essa criança do seu quarto em quanto é tempo, ele vai ficar mal acostumado, dependente, vai acabar com seu casamento …”

É muita gente a dar palpites!! As mães ficam confusas sem saber quem tem razão…

O que é melhor para o bebê? A cama compartilhada é uma vilã ou uma forma de criar com apego?

Nós do Casinha de Brinquedo, acreditamos que devemos nos informar para decidir com clareza o que se ajusta melhor pra nossa família.

Por isso, pesquisamos um pouquinho e dividimos em tópicos alguns prós e contras da CC:

CONTRAS DA CC

-Os próprios pais podem sufocar o bebê
-Um estudo publicado no site BMJ Open – site de acesso livre que publica pesquisas               médicas, concluiu que, excluindo-se todos os outros fatores de risco conhecidos, 81% das       mortes súbitas em crianças com menos de três meses poderiam ter sido evitadas se elas       não tivessem dormido na mesma cama que os pais.
-Alguns especialistas entendem que o bebê dever ser acostumado ao seu cantinho desde o     nascimento, para que possam desenvolver sua individualidade e independência.
-A vida sexual do casal fica em segundo plano e a falta de intimidade pode estragar o               relacionamento.

A FAVOR DA CC

-O bebê pode sufocar sozinho com travesseiro, cobertor, protetor de berço e etc.
-Pesquisadores do Departamento de Neurologia da Universidade da Califórnia realizaram     um estudo sobre cama compartilhada e descobriram que a prática melhora a qualidade do   sono dos bebês, diminui o número de vezes que acordam a noite e, diminui os riscos de         morte pela síndrome da morte súbita do recém-nascido (SIDS).
-Os bebês têm uma forte necessidade de apego e os pesquisadores estão apenas                       começando a entender isso. Anna Freud, filha de Sigmund Freud, reconheceu isso quando   escreveu: “É uma necessidade primitiva da criança ter contato íntimo e acolhedor, com o     corpo de outra pessoa ao adormecer …. A necessidade biológica do bebê pela presença           constante do adulto cuidado é desconsiderada em nossa cultura ocidental, e as crianças         estão expostas a longas horas de solidão devido ao equívoco de que é saudável para o           jovem dormir … sozinho. ”
-Se o seu casamento não vai bem, a culpa não é da cama compartilhada e sim do casal que     não sabe resolver seus problemas.
-Francine Bates, porta-voz da entidade The Lullaby Trust – que promove o sono seguro do   bebê – disse: “O Lullaby Trust apoia a escolha do casal, mas nós pedimos a todos os pais e   mães novatos que considerem os riscos já conhecidos de se compartilhar a cama com o         bebê e, tendo em vista sua própria situação, tomem as precauções apropriadas”. Nossa         principal mensagem continua sendo: o lugar mais seguro para um bebê dormir durante os   primeiros seis meses é um berço no mesmo quarto dos pais ou de quem está cuidando         dele.

Pense, pesquise, converse com o marido (a cama também é dele).

Até a próxima!

 

Enfim, Rio de Janeiro !!

Quando meu bebê nasceu comprei vários brinquedos , roupas, acessórios, sapatos … No decorrer do seu primeiro mês de vida descobri que muitos daqueles objetos nem seriam usados.

Conforme o bebê crescia , tentava me adequar a suas necessidades e desenvolvimento e uma coisa que me deixava triste era saber que um brinquedo “essencial” para determinada fase,  em dois ou três meses se perdia. E onde guardar todos esses brinquedos ?

Percebi que muitos pais também se inquietavam com essa questão. Os bebês descobrem coisas novas diariamente ! Muitas vezes , ainda não acabamos de pagar pelo brinquedo e nossos filhos já não querem mais brincar com ele.

Foi neste momento, que em minhas pesquisas descobri sites de locação de brinquedos para o dia a dia . Achei a ideia fabulosa !!

Porém, não havia nenhuma empresa desse tipo no Rio de Janeiro. Foram meses de pesquisas, planejamento, negociações com fornecedores e muito empenho.

Enfim, agora o Rio de Janeiro pode contar com esse tipo de serviço e os pais podem ensinar seus filhos desde já a consumir menos.

Nosso desejo é a satisfação plena de nossos clientes e  que todos os pais possam oferecer brinquedos adequados para cada fase de desenvolvimento dos seus filhos ,economizando dinheiro, tempo, espaço e ainda contribuindo e ensinando as nossas crianças o valor do consumo consciente.

Temos orgulho de ser  a primeira e única empresa com foco exclusivo neste serviço no Rio de Janeiro !!

Vamos juntos construir um mundo melhor ,repleto de pessoas mais felizes e conscientes.

Venha nos ajudar a ampliar esse novo conceito e faça parte da nossa rede!

Error: File doesn't exist: /home/casin420/public_html/wp-content/uploads/ensinando_1.png

Error: File doesn't exist: /home/casin420/public_html/wp-content/uploads/agregando_1.png

Em que mundo queremos viver?

Os brinquedos infantis têm um curto prazo de validade, logo após ganhar um brinquedo a criança já quer outro e o antigo é esquecido. Os pais lamentam o dinheiro gasto, mas não visualizam que, na verdade, o prejuízo vai além de seus próprios bolsos: o consumo irresponsável tem um impacto irreparável no planeta.

De acordo com o vídeo “A história das coisas”, de Annie Leonard, bastante difundido na internet, somente os Estados Unidos, detentor de 5% da população mundial, utiliza 30% dos recursos naturais do planeta. Se todos os países consumissem tanto quanto os Eua, seriam necessários de 3 a 5 planetas.

Segundo o mesmo vídeo, nas últimas 3 décadas foram consumidos 33 % dos recursos naturais do planeta, isso significa que em mais apenas 6 décadas, ou 60 anos, acabaríamos completamente com os recursos naturais. Nós, ou ao menos nossos filhos, seremos testemunhas do desastre que criamos.

É esse o mundo em que queremos viver?

E o que podemos fazer diferente?

Podemos compartilhar o consumo! Quando você aluga um brinquedo, ao invés de comprá-lo, várias pessoas usam o mesmo produto, diminuindo assim o desperdício, a energia e a matéria-prima necessários à sua fabricação.

A criança tem mais opções de brinquedos, podendo, por exemplo, dispor de um brinquedo novo por mês, sem que os pais e o planeta paguem um preço alto por isso.

Compartilhando os brinquedos desde a primeira infância nossos filhos crescerão com valores mais arraigados de sustentabilidade, sendo expostos desde sempre à ideia do consumo consciente.

Além disso exercitarão o próprio conceito de compartilhamento, tirando o foco da posse e do consumo.

E, o melhor, aprenderão brincando!

shopping basket 0 items

Carrinho

0

Seu Carrinho está Vazio

Visite nossa loja